Marcas

  • Adega Cavalleri

    Adega Cavalleri

    Uma construção em estilo colonial recria o clima da imigração italiana e recebe os visitantes da Adega Cavalleri com hospitalidade e alegria. O atendimento é individualizado, tornando a experiência da degustação e aquisição de vinhos e espumantes ainda mais memorável. Na época da vindima, os turistas podem acompanhar de perto a colheita da uva e a elaboração dos vinhos e espumantes que apresentam uma perfeita expressão do terroir brasileiro.

  • Almaúnica

    Almaúnica

    Fundada em 2008, a Vinícola Almaúnica tem em seu DNA uma paixão secular pelos vinhos. Foi criada pelos irmãos gêmeos Magda e Márcio Brandelli na cidade de Bento Gonçalves. Magda e Márcio pertencem à Quarta geração de uma família que nasceu para produzir vinhos. Uma história que começou em 1887, quando o imigrante italiano Marcelino Brandelli chegou à região de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, trazendo na bagagem a paixão pelas videiras. Após passarem um período trabalhando na vinícola da família, que leva o nome do pai, os irmãos decidiram seguir um caminho próprio. A Vinícola Almaúnica elabora vinhos e espumantes com o máximo cuidado e dedicação, da videira à garrafa. Aliando tradição às técnicas mais modernas de elaboração para consumidores cada vez mais informados e exigentes. A Almaúnica foi planejada para produzir garrafas limitadas de cada vinho e assim se tornar um conceito na elaboração de vinhos finos e espumantes. No enoturismo, apresenta aos visitantes: modernidade nos processos e conhecimentos seculares de elaboração, de uma gente que nasceu pra isso.

  • Alvisa

    Alvisa

    A Alvisa foi fundada em 1969 por Adolfo Fernández. Em 1984, Alcoholes y Vinos, S.A. Foi adquirida pelo mundialmente famoso grupo japonês Suntory. Os métodos tradicionais de destilação foram combinados com tecnologias inovadoras para alcançar o melhor produto final. Os nossos icónicos alambiques franceses Charentais destilam brandos suaves e complexos como o Alvisa XO. Em 2006, Alcohols and Wines, S.A. (Alvisa Spirits) tornou-se parte do Grupo Alvisa. A seleção cuidadosa da matéria-prima do vinho para destilação, juntamente com processos de destilação de alta qualidade, é o segredo para alcançar a qualidade de nossos produtos. Em 2014, a Alvisa finalizou a aquisição da vinícola vizinha Altizia, que passou a se chamar Alvisa Wines, com uma capacidade de produção de cerca de 40ML de vinho por ano (em tanques e barris).

  • AMITIÉ

    AMITIÉ

    AMITIÉ é uma linha exclusiva de espumantes e vinhos premium.

    A expertise das sócias, Andreia Gentilini Milan (sommelier) e da enóloga Juciane Casagrande Doro, resultou no projeto Vitis, onde em 2018 a inspiração deu vida a uma linha de espumantes desenhada para consumidores que buscam um produto versátil, fresco e frutado para celebrar seus momentos. Em 2020 Amitié dá um grande passo na sua trajetória e lança sua linha de vinhos. Rótulos versáteis e modernos que expressam frescor e jovialidade.

    Produzidos na Serra Gaúcha, a Amitié foi desenvolvida para celebrar a amizade e os bons momentos.

    AMITIÉ no francês é AMIZADE no português e traduz também o intuito da marca, ser o elo de celebração de bons momentos.

  • Anciano

    Anciano

    Os vinhos Anciano parecem tranquilizadoramente tradicionais, mas são feitos em um estilo contemporâneo e amigável à comida. Criados com cuidado e atenção individuais, cada um mostra seu caráter único e intrigante.

    Explore nossa sensacional linha Rioja envelhecida em carvalho, tintos portugueses macios e intensamente frutados e um par de blends de Malbec argentinos arrojados e carnudos.

    Com estes vinhos procuramos sempre representar o melhor de cada região de origem:

    RIOJA | CALATAYUD | RIBEIRA DO DUERO | CAMPO DE BORJA | VALÊNCIA | LISBOA | DOURO | MENDOZA

  • Anselmann

    Anselmann

    A família Anselmann com 100 hectares de vinhedos, conquista a atenção de especialistas. Entre suas especialidades, há uma ampla variedade de vinhos brancos, vinhos de sobremesa e espumantes. Ganham destaque também os tintos das variedades Spätburgunder e Dornfelder. O processo de vinificação utiliza as técnicas de colheita tardia, seletiva e manual.

  • Asaro

    Asaro

    A fábrica da Asaro está em uma vasta planície aos pés da colina onde fica a área central de Partanna, próximo a maior rodovia que conecta as cidades mais importantes da Sicília. A área vizinha à fábrica é repleta de oliveiras, estendendo-se por aproximadamente 34 mil hectares pelo Vale Del Belice, o coração de Nocellara Del Belice.

  • Audace Wine

    Audace Wine

    A AUDACE

    Acordei em 2007, tomei um vinho com a ainda namorada na época e decidimos iniciar os cursos para entender um pouco mais sobre o fascinante mundo dos vinhos. O primeiro foi um curso básico da ABS-SP, e desde então não paramos mais, avançados, master de Provence, cursos em outros locais, degustações dirigidas. Com a gravidez da minha esposa e a vinda da nossa filha, continuei a trajetória sozinho e tornei-me Sommelier pela ABS-SP em fevereiro de 2014.

    Sou médico pneumologista e o vinho sempre esteve presente nas refeições e celebrações da minha família.

    Em 2016, visitando vinícolas e passeando pelo Sul do Brasil decidimos iniciar uma nova fase da vida, investir (loucos!?) em vitivinicultura no Sul do país.

    A “brincadeira” ficou séria, compramos terra em Bento Gonçalves-RS, onde hoje estão os vinhedos da Audace, e iniciamos um sonho. Conhecemos uma família no Sul, os Sartori, que sempre trabalharam com uvas. Pessoas simples e especiais, e iniciamos um trabalho em conjunto.

    Fizemos nosso primeiro vinho em parceria com produtores tradicionais (pois nossas videiras eram muito jovens). Hoje, grande parte da nossa safra vem das nossas próprias uvas e usamos uvas de outros terroirs do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Nosso enólogo é o super competente Alejandro Cardozo. Estamos aprendendo e descobrindo todas as dificuldades de produzir um vinho no Brasil.

    O sonho iniciou há uns anos, e entre tormentas e complicações de um país burocrático, vem se sobressaindo. Os cursos continuam, o conhecimento da área é interminável. As exigências aumentam e aos poucos vamos desvendando a nossa Audace Wine, com a proposta de ousar e conectar as pessoas ao clássico, a inovação e ao vinho, além de ilustrar em cada rótulo, uma história!

    Espero que aprecie nossos vinhos,

    Saúde!

  • Aurora

    Aurora

    Hoje, bem no coração de Bento Gonçalves, a Vinícola Aurora é a maior do Brasil. Mais de 1.100 famílias se associaram à cooperativa, sendo a produção orientada por técnicos que, diariamente, estão em contato com o produtor – fornecendo toda a assistência necessária.

  • Bodega Garzón

    Bodega Garzón

    Um terroir excepcional. Uma localidade exclusiva. A influência do Oceano Atlântico sobre os vinhedos. Trabalho meticuloso em cada parcela para que as uvas se tornem em fiel expressão de sua origem. Uma adega sustentável e um portfólio de vinhos com forte identidade e sentido do local.

  • Bodega Malma

    Bodega Malma

    Bodega Malma nasceu como parte do novo desenvolvimento do projeto vitivinícola em San Patricio del Chañar, província de Neuquén, uma região que desponta no mapa vitivinícola e destaca por seus vinhos de alta qualidade. A adega introduziu seus vinhos no mercado no ano 2004 e continua exportando seus produtos para o mundo desde esse momento.

    Junto com seu Enólogo, e o Enólogo Consultor Hans Vinding-Diers, foi desenhado o portfólio de produtos e trabalhamos na pesquisa do potencial de cada micro-parcela de terra para as diferentes variedades.

    FILOSOFIA

    Apresentar a Patagônia Argentina para o mundo como uma região produtora de vinhos de excelência.

  • Bodega Norton

    Bodega Norton

    A Bodega Norton possui cinco vinhedos distribuídos pelos principais terroirs da província de Mendoza, no sopé da Cordilheira dos Andes, e todos dentro de uma área privilegiada conhecida como Primeira Zona, pela qualidade de suas uvas. Não é apenas a localização geográfica que influencia a qualidade dos nossos vinhos, mas também a idade das nossas vinhas. A idade média é de aproximadamente 30 anos, e também temos um grande número de hectares cultivados com vinhas com 80 anos.

  • Bodega Siete Fincas

    Bodega Siete Fincas

    Siete Fincas é uma vinícola fundada no ano de 2000 por Edgardo Stallocca, que continua com a tradição vitivinícola de seu avô Juan e homenageia o que ele viveu em sua infância nas vinícolas e fazendas familiares. A vinícola onde nossos vinhos nascem está localizada em Cruz de Piedra, Maipú. Esta é uma área central de vinhos da província de Mendoza, na qual a combinação perfeita entre o tradicional e o moderno é resumida. O nome Siete Fincas vem das fazendas onde escolhemos cuidadosamente as uvas para cada colheita, que depois serão elaboradas para obter um vinho pessoal. Estas sete fazendas estão localizadas em Luján de Cuyo, Maipú e Tupungato, áreas com excelentes características climáticas e franco-arenosos, solo pedregoso com drenagem moderada, o que permite o desenvolvimento de uvas com expressões autênticas.

  • Bodegas Carrau

    Bodegas Carrau

    A tradição da família Carrau na produção de vinhos finos tem data específica. Em 02 de abril de 1752, Don Francisco Carrau Vehlis adquiriu o primeiro vinhedo em Vilasar de Mar, na Catalunha, famosa região da Espanha. Em 1930, já no Uruguai Juan Carrau Sust dedicou-se ao negócio de seus antecessores. Hoje em dia a família Carrau encontra-se na 10ª geração dos produtores de vinhos seguindo uma tradição ininterrupta que vem passando de pai para filho.

  • Bodegas Celaya

    Bodegas Celaya

    Fundada em 1927 na região espanhola de Castilla- La Mancha, Bodegas Celaya elabora vinhos que provam que o Velho Mundo pode também dar origem a algumas das melhores pechinchas. Seu grande destaque são os ótimos tintos Bayanegra, produzidos com a casta Tempranillo. O Black Label tem uma pequena passagem por carvalho, enquanto o Tempranillo mostra esta uva sem nenhuma influência de madeira. Ambos entregam muito mais do que custam — repletos de suculentas notas de frutas maduras e cheios de caráter. O Bayanegra rosado, frutado e com uma deliciosa acidez, é uma excelente opção para o dia a dia. O Bayanegra Blanco, fresco e delicado, é elaborado com a casta Airén, a uva mais plantada em todo o mundo.

  • Bodegas Escorihuela Gascón

    Bodegas Escorihuela Gascón

    A história da bodega remonta 1880, quando Miguel Escorihuela Gascón, então com 19 anos, imigrou da Espanha para a Argentina. Depois de um curto período na capital, Miguel mudou-se para Mendoza, onde adquiriu 17 hectares de terra e iniciou a construção da vinícola. Em 1993, após a sua morte, Nicholas Catena herdou o negócio, investindo na modernização da produção para adequá-la às exigências do mercado atual, tornando-a reconhecida mundialmente. Atualmente, a vinícola mantém seu charmoso prédio de origem, com um renomado restaurante, chamado 1884, e porões. É a produção mais antiga da região e de maior prestígio no país. A fórmula para o sucesso e a elaboração de vinhos de alta qualidade são alguns fatores que o fundador considerava crucial: o cuidado com as vinhas, a tecnologia e a equipe de enólogos renomados e competentes.

  • Bodegas Pablo

    Bodegas Pablo

    A origem da bodega remonta o século 18 e, desde então, o cultivo biodinâmico é empregado para a criação de vinhos sinceros e de caráter, reflexos de um terroir singular. No vinhedo, apenas práticas ancestrais são adotadas, nenhum tipo de química é utilizado no trato da planta. Dessa maneira, cultivam videiras centenárias, responsáveis por vinhos bem concentrados e sedutores, além de videiras com idade média de 30 anos, destinadas aos vinhos de estilo mais moderno.

  • Bodegas Tagua Tagua

    Bodegas Tagua Tagua

    Nosso espírito e filosofia de trabalho

    BTT representa o espírito da nossa família e do vinho chileno. A perseverança das pessoas que conseguiram superar essa geografia complicada e a ferocidade de seus eventos climáticos, experiência que nos permitiram alcançar um produto de excelência global. Este vinho é o resultado da aventura e da tradição familiar ao longo de cinco gerações.

    Nossa Missão

    A nossa missão é que a Bodegas Tagua Tagua cumpra um papel de sustentabilidade em termos sociais com as famílias dos trabalhadores, da empresa, da sua comunidade, e do meio ambiente. A través do uso de práticas agrícolas e marketing que vão em harmonia com o meio ambiente nacional e global para surpreender nossos consumidores ao longo do tempo.

    Nossa Equipe

    Somos uma equipe formada por um grupo de pessoas onde cada um cumpre sua parte do trabalho com prazer e profissionalismo, formando uma equipe focada nos melhores resultados.

  • Boscato

    Boscato

    A Boscato Indústria Vinícola foi idealizada por Clóvis Roberto Boscato, enólogo, e Valmor João Boscato, viticultor. Ambos descendentes de imigrantes italianos, conhecedores da cultura da uva e do vinho. Na juventude, Clóvis e Valmor já ajudavam seu pai no trabalho com a uva e o vinho. Em 1972, Clóvis formou-se técnico enólogo pela Escola Agrotécnica Federal de Bento Gonçalves, atuando como responsável técnico em diversas empresas até 1985. A partir deste trabalho dedicado e da paixão pelo vinho, Clóvis, junto com seu irmão Valmor, que atuava na viticultura decidiu fundar sua própria vinícola, com a missão de elaborar vinhos de excelência, que proporcionassem saúde, satisfação, além de um prazer único aos mais exigentes paladares.

  • Bouchon Family Wines

    Bouchon Family Wines

    A história de Bouchon começa com o sonho aventureiro de um jovem francês há quase um século e meio. Emile Bouchon deixou sua casa de pequenos viticultores em Arveyres, perto de Bordeaux, na França, para embarcar na primavera de 1887 em um navio com destino ao Chile.

    Emile foi contratado como consultor enológico e depois de muitos anos de esforço conseguiu adquirir uma antiga adega no Vale de Colchagua, transformando-a em um dos vinhedos mais reconhecidos da época, uma tradição que seus filhos Antonio e Abel continuariam.

  • Bracco Bosca

    Bracco Bosca

    Fundada em 2005, a vinícola familiar está localizada a 8 km de distância do litoral uruguaio e é conhecida pelos seus já clássicos exemplares de Tannat. Elaborados minuscionamente pelas famílias Bracco e Bosca, os vinhos Ombú são cultivados em um micro terroir, na região do Rio Del Plata.

  • Bueno Wines

    Bueno Wines

    Galvão Bueno teve o privilégio de rodar o mundo nos últimos 40 anos trabalhando com eventos esportivos. Foram essas viagens que lhe permitiram conhecer e se relacionar com diferentes culturas, costumes e sabores. Foi em países como Portugal, Espanha, França e Itália que Galvão teve contato mais intenso com a cultura dos vinhos europeus e desenvolveu uma relação que acabou se transformando em uma nova paixão. Com o tempo, foi apurando o paladar, experimentando diferentes rótulos, conhecendo produtores e estudando diferentes tipos de uvas para entender como as nuances, presentes em cada vinho, diferenciam uma garrafa da outra e uma safra da anterior. A bagagem internacional levou Galvão a se interessar também pela indústria brasileira de vinhos. Ele entrou em contato com produtores locais e decidiu introduzir essa nova paixão na sua vida empresarial. Sua primeira realização foi uma escolha pessoal, um vinho tinto, de corte bordalês: o Bueno Paralelo 31, lançado com o espumante Bueno Cuvée Prestige, em 2010. O sucesso foi imediato e, com ele, o incentivo para expandir os horizontes. Assim, Galvão lançou dois novos rótulos: o Bueno Bellavista Pinot Noir e o Bueno Bellavista Sauvignon Blanc.

  • Campos de Cima

    Campos de Cima

    A Fazenda Campos de Cima é uma propriedade familiar com mais de 150 anos, com tradição em pecuária, situada na Campanha Gaúcha, fronteira com a Argentina - Brasil.

    Em 2008 foi criada a Vinícola Campos de Cima cujas sócias são Hortência e suas duas filhas, Vanessa e Manuela.
    O casal e toda a família, produtores dedicados e comprometidos com
    a elaboração de vinhos finos, têm como premissa uma produção limitada
    onde cada garrafa de vinho guarda uma perfeita identidade com as características
    e tradições desta região.

  • Carmin

    Carmin

    Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, localizada no coração do Alentejo. Foi criada em 1971 por um grupo de 60 viticultores e atualmente possui cerca de mil associados. Produz 24 tipos de vinhos num complexo agroindustrial de 80mil m2 dotado da mais alta tecnologia. A CARMIM detém marcas já bem conhecidas do grande público de onde se destacam: Terras D’El Rei, Reguengos e Monsaraz DOC.

  • Casa Flora

    Casa Flora

    Há muitas maneiras de contar a história dos 50 anos da Casa Flora. A mais saborosa é falar dos diversos produtos que marcam presença na mesa e na adega do brasileiro ao longo desses anos. Queijos, alimentos gourmet, vinhos, destilados, acessórios de cozinha e outras bebidas fazem parte deste vasto portfólio, enriquecido ano a ano, em ascensão não somente em números, mas principalmente em qualidade.

    O primeiro produto, que deu origem ao nome da empresa, é o queijo Flora, produzido a partir de 1955 por Antônio Pereira Carvalhal, em Flora, município de Três Corações (MG).

    Se o queijo foi o produto que marcou a origem da Casa Flora, a uva passa foi o ingrediente que fez a estreia da empresa como importadora.

    A Casa Flora aproveitou a forte clientela e a logística de distribuição adquirida ao longo dos anos para apostar na importação. O primeiro carregamento de uvas passas chegou em 1992, diretamente do Chile.

  • Casa Madeira

    Casa Madeira

    Empresa voltada à alta gastronomia e aos paladares mais exigentes do mundo. Seu portfólio, originalmente composto pelo suco de uva apenas, hoje ampliou e segmentou-se ao ambiente da alta gastronomia com elaborados cremes de balsâmicos, além de geleias elaboradas ainda de modo artesanal, sem perder suas origens.

     Via Trento, 3355, Vale dos Vinhedos Bento Gonçalves/RS

  • Casa Pedrucci

    Casa Pedrucci


    TERROIR

    Os vinhedos estão localizados na Serra Gaúcha, região montanhosa com altitude de 650m do nível do mar. Os solos são resultantes da degradação do substrato basáltico e apresentam variações em sua textura que vão do franco ao pedregoso. O clima é muito propício para uvas destinadas ao espumante, pois possui precipitação pluviométrica elevada e alto índice de umidade. A precipitação reduz a insolação e, juntamente com as noites frescas, fazem com que as uvas mantenham um bom teor de acidez e um teor moderado de açúcar. Este perfil de maturação da uva favorece também a formação de aromas extremamente finos e delicados.

  • Casa Perini

    Casa Perini

    Em 1929 o filho de imigrantes italianos João Perini começou a elaborar seus primeiros vinhos de forma artesanal no porão de sua casa, quando os fornecia para cerimônias festivas da comunidade local, no Vale Trentino, em Farroupilha. Quatro décadas após o patriarca iniciar sua modesta produção, seu filho viria a promover mudanças maiores. “Em outubro de 1970 resolvi ampliar os negócios da família, fundando a Casa Perini. Motivado e apaixonado por transformar a uva em vinho, busco a cada ano aperfeiçoar a vinícola com equipamentos, tecnologia e equipe qualificada, pois sem uma equipe profissional a arte de elaborar vinhos perde criatividade e talento. E o que seria de qualquer arte sem esses elementos? Em 2010, resolvi investir em qualidade e inovação e implantei o sistema de rastreabilidade. A vinícola foi pioneira neste sistema que tem controle pleno dos caminhos e processos pelos quais as uvas passam, desde o vinhedo até a garrafa, garantindo qualidade ao consumidor de nossos vinhos, espumantes e sucos de uva.

  • Casa Silva

    Casa Silva

    Casa Silva é hoje considerada uma das vinícolas mais prestigiadas do Chile, líder da nova geração de produtores de vinhos finos. Focada unicamente no segmento de vinhos premiums. Tem sido premiada nos concursos mais importantes do mundo. Tem seus escritórios localizados junto a Bodega, em São Fernando Valle de Colchagua, isto permite supervisionar e acompanhar de perto a todas as operações e detalhes. "La diferencia real esta en los detalles". A relação com a terra e o vinho é parte diária dos membros da família Silva. Cada um cumpre uma atividade específica, particular e profissional, com o orgulho de quem vive e quer continuar vivendo uma estreita relação com a terra e o vinho, fazendo disto uma forma de vida.

  • Casa Valduga

    Casa Valduga

    Para falar da Casa Valduga, é preciso vislumbrar seus principais valores: trabalho familiar e inovação constante. A criatividade faz parte dos genes Valduga, assim como a determinação e a força de vontade em fazer os sonhos se tornarem realidade. Desde o primeiro Valduga, que saiu da Itália e chegou a América, até a 3ª geração, que hoje administra a Casa Valduga, estes valores se mantém presentes e podem ser apreciados por quem mergulhar neste mundo encantador e cheio de histórias para contar. A visão vanguardista, o design elegante, a alta tecnologia aplicada e, acima de tudo, os valores da família Marcam a construção desta empresa. O esforço contínuo é um dos maiores orgulhos da família, que hoje consolida a Casa Valduga como a marca líder no segmento de vinhos e espumantes de luxo.

  • Casa Venturini

    Casa Venturini

    Do cultivo das mais nobres videiras, surgem em um lugar no coração da Serra Gaúcha, os mais elaborados e prestigiados vinhos e espumantes. É na tranqüilidade do interior de Flores da Cunha, no Rio Grande do Sul, que está localizada a Casa Venturini Vinhos e Espumantes. Ali na Terra do Galo, lugar onde as tradições e mitos da imigração italiana são caprichosamente preservados, os fundadores da vinícola não poupam esforços para elaborar e oferecer vinhos premiados nacional e internacionalmente. Além da vinícola contar com modernos equipamentos de vinificação, estocagem e envelhecimento, há um meticuloso cuidado na elaboração de cada garrafa, proporcionando vinhos e espumantes repletos de estilo, corpo e alma.

  • Casas Del Bosque

    Casas Del Bosque

    Fundada em 1993, no extremo ocidental mais frio do Valle de Casablanca, no Chile, Viña Casas del Bosque é uma vinícola 100% familiar. Em seu vinhedo próprio de 235 hectares, dedica-se exclusivamente à produção de variedades de clima frio: Sauvignon Blanc, Chardonnay, Riesling, Pinot Noir e Syrah. As uvas Cabernet Sauvignon e Camérnère vêm de vinhedos cuidadosamente geridos nas regiões do Maipo, Colchagua e Cachapoal. Em 2010, foi considerada uma das melhores vinícolas para se visitar no Chile. E em 2013 e 2014, foi considerada em Londres pelo International Wine & Spirits Competition como The Chilean Wine Producer of the Year.

  • Catena Zapata

    Catena Zapata

    Indiscutivelmente o melhor e mais reverenciado produtor da Argentina, na opinião unânime de toda a imprensa especializada internacional, de quem recebe sempre as melhores notas e prêmios. Para a Wine Spectator, trata-se do “líder inquestionável de qualidade na Argentina” e, para Parker, “Catena representa o máximo em vinhos da América do Sul”. Sua criação máxima, o raro Nicolás Catena Zapata, é o melhor e mais prestigiado vinho da Argentina, sem dúvida entre os grandes tintos do mundo.

  • Chandon

    Chandon

    Foi em 1973 que os técnicos da maison Moët % Chandon detectaram um grande potencial vinícola na região da Serra Gaúcha, considerada a mais adequada das Américas para produção de espumantes e cujas características de clima e solo se revelaram favoráveis à instalação da Chandon no Brasil, no município de Garibaldi. A tradição da matriz e sua filosofia de elaboração, baseadas no rigoroso controle de qualidade das uvas, mantiveram-se vivas no Brasil desde então e, ao longo destes 30 anos, a adegaproporcionou cuidados artesanais aos seus vinhos espumantes naturais. A cada safra, a Chandon colhe em seus vinhedos uvas de qualidade excepcional. Com técnica e arte, sua equipe de enólogos define o assemblage perfeito que vai garantir a consistência do estilo. Os Espumantes Chandon são caracterizados por um equilíbrio harmonioso entre complexidade e fineza. A Chandon é hoje, sem dúvida, a primeira marca de espumantes de luxo no mercado.

  • Concha y Toro

    Concha y Toro

    Fundada em 1883, a Viña Concha y Toro é a principal produtora de vinhos da América Latina e uma das vinícolas mais importantes do mundo, presente em 147 países. A empresa cultiva 10.800 hectares de vinhedos no Chile, na Argentina e nos Estados Unidos, o que torna o grupo Concha y Toro o segundo maior a nível mundial com vinhedos próprios. Seu amplo portfólio de vinhos inclui marcas altamente reconhecidas, entre elas o ícone Don Melchor, o Marques de Casa Concha e o Casillero del Diablo. Além disso, compreende ainda os vinhos das suas filiais Cono Sur, Viña Maipo, Palo Alto, Canepa, Maycas del Limarí, Trivento na Argentina e Fetzer Vineyards na Califórnia. A Vinha Concha y Toro tem 3.450 funcionários e está sediada em Santiago, no Chile.

  • Cosecheros y Criadores (Martinez Bujanda)

    Cosecheros y Criadores (Martinez Bujanda)

    Cosecheros y Criadores é a mais nova bodega dos donos do tradicional produtor Martinez Bujanda, com dois ótimos vinhos tintos envelhecidos em carvalho americano, bastante concentrados e muito saborosos, com uma incrível relação entre qualidade e preço. O nome “Cosecheros y Criadores” é um termo histórico que simboliza a diferença entre os produtores de vinho históricos para consumo rápido e comércio a granel (produtores) de adegas que, com a modernização do estilo de Rioja, durante a segunda metade do século XIX, adotaram o modelo bordelês e da guarda de vinhos (criadores).

  • CPM Wines

    CPM Wines

    Conectar pessoas com culturas e fazer parte de momentos especiais.

  • Dal Pizzol

    Dal Pizzol

    A Dal Pizzol ..

    Traz consigo uma tradição na vitivinicultura iniciada ainda no século 19, quando os primeiros imigrantes da família chegaram ao Brasil em 1878. Vindos da localidade de San Pietro Di Feleto, Povincia de Treviso na Itália, começaram a cultivar seus primeiros parreirais em Faria Lemos, distrito localizado a 11km do centro de Bento Gonçalves/RS.

    Com sua dedicação à produção de uvas e elaboração de vinhos finos, em 1974 Atílio Dal Pizzol fundou formalmente a Vinícola Monte Lemos, mais conhecida como Vinícola Dal Pizzol. A família trouxe consigo um talento natural, além de vasta experiência, sabedoria e sensibilidade, passados para as próximas gerações e praticados até hoje, características que permitiram alcançar vinhos de qualidade.

    Desde o primeiro vinho até a atual geração, administrada pelos Filhos de Atilio Dal Pizzol, o trabalho familiar, o amor dedicado ao cultivo de castas nobres, o trato cuidadoso na elaboração dos vinhos e o atendimento personalizado promovem uma experiência singular ao vivenciar os costumes e as práticas mais tradicionais da cultura vitivinícola.

  • Dante Robino

    Dante Robino

    Fundador da vinícola que leva seu nome, Dante Robino nasceu em uma família de viticultores no Piemonte, na Itália. Foi no ano de 1920 que a vida do italiano tomou um rumo diferente: chegou a Mendoza e começou a estruturar sua vinícola. A vinícola Dante Robino está, desde 1982, sob o comando da família Squassini e já conta com modernos equipamentos e a mais alta tecnologia. Apesar disso, conserva em si o espírito artesanal na produção de seus vinhos. E é o resultado de tanto cuidado e atenção aos mínimos detalhes que garantiu à vinícola reconhecimento nos cinco continentes.

  • De Grendel

    De Grendel

    Localizada na Cidade do Cabo, poucos lugares no mundo oferecem uma paisagem tão extraordinária. Aninhada no topo do distrito de Tygerberg Hill, a vinícola De Grendel proporciona ao visitante uma vista única da Table Mountain, da Cidade do Cabo e da Baía de Table, que é banhada pelo Oceano Atlântico. Com uma surpreendente história centenária que passa de geração em geração pela família Graaff, trata-se de uma das mais antigas fazendas da Cidade do Cabo, com aproxidamente 800 hectares de extensão.

  • Deleyda

    Deleyda

    O azeite de oliva extra virgem Deleyda é o fruto do sonho de produzir o melhor azeite no Chile. Para isso, em 2005 escolheu-se cuidadosamente a terra e selecionou-se um conjunto de variedade de olivas cujas características individuais permitem uma mescla de aromas, sabores e qualidades. O resultado é harmônico, fino, complexo e muito agradável, além de rico em propriedades saudáveis.

  • DFJ Vinhos

    DFJ Vinhos

    Em 1998, José Neiva Correia era já um enólogo de renome em Portugal, trabalhando como consultor para várias empresas, uma das quais a D&F Wine Shippers, nesse tempo a maior importadora de vinhos portugueses no Reino Unido, quando decidiu associar-se aos seus donos. Ao “D” de Dino Ventura e ao “F” de Fausto Ferraz, juntou o “J” de José e nasceu a DFJ Vinhos. Mas, em 2005, tornou-se o seu único proprietário pois, com a morte de um dos sócios, optou por comprar a totalidade do capital da empresa.

    A DFJ Vinhos orgulha-se do caminho percorrido: desde 1998 até hoje exportando mais de 99% de 10 milhões de garrafas para mais de 50 países.

    Internacionalização, qualidade, e diversificação da oferta e corresponder aos desejos do consumidor, são as palavras de ordem de uma empresa cujo objectivo prioritário é obter a melhor relação qualidade/preço em cada um dos seus produtos, de forma a manter os seus clientes sempre satisfeitos.

    Uma aposta que se tem revelado acertada, a julgar pela presença crescente nos diferentes mercados mundiais, e pelos muitos prémios alcançados fora de Portugal: mais de 4000 desde 2010.

  • Dom Cândido Vinhos Finos

    Dom Cândido Vinhos Finos

    A Dom Cândido Vinhos Finos é uma vinícola familiar instalada no Vale dos Vinhedos, localização reconhecida pelas características de clima e terreno que favorecem o desenvolvimento dos vinhedos. A empresa foi criada por Cândido Valduga, que desde sua infância convive com a produção de uvas e vinhos, quando acompanhava o pai nas lidas do campo e lavava as pipas que abrigavam a bebida artesanal que a família elaborava para consumo próprio. Já adulto, passou a cultivar uvas que fornecia para vinícolas da região, até fundar seu negócio e produzir seus próprios vinhos e espumantes. Desde sua fundação, a empresa ampliou seus vinhedos e hoje é responsável por 100% do cultivo das uvas utilizadas na elaboração de suas bebidas.

  • Dom Pérignon

    Dom Pérignon

    Fazer o "melhor vinho do mundo" era a visão do monge Dom Pierre Pérignon quando assumiu a responsabilidade pela Abadia Benedita de Hautvillers na região de Champagne, França, em 1668. Dom Péringnon dedicou sua vida à busca da perfeição, sendo reconhecido como criador das técnicas e da filosofia do Champagne, nunca abandonando sua ambição de criar um vinho único.Três séculos mais tarde, o Chef de Cave Richard Geoffroy mantém essa visão de Dom Péringon - um vinho safrado e criado somente em anos excepcionais através de um assemblage que busca em perfeito equilibrio entre as uvas Chardonnay e Pinot Noir, tendo acesso aos 17 Grands Crus da Champagne. Richard Geoffroy desenvolveu o Manifesto Dom Pérignon, uma reflexão profunda, única no mundo do champagne, e necessária para atingir um estilo atemporal.

  • Domaine Denis Dubourdieu

    Domaine Denis Dubourdieu

    Desde o fim da década de 1980, o enólogo Denis Dubourdieu é considerado um dos maiores especialistas em vinhos brancos do mundo e responsável por estudos que contribuíram para o maior conhecimento sobre os vinhos tintos. Professor de Enologia na Universidade de Bordeaux, ele está à frente da Domaine Denis Dubourdieu, localizada ao longo do rio Garonne, nas regiões de Sauternes, Graves e Cadillac-Côtes de Bordeaux.

  • Domno

    Domno

    Segura do crescimento do setor de vinhos e espumantes no Brasil, o grupo Famiglia Valduga co-investe em novo projeto e abre uma nova empresa, a Domno Importadora. Tal projeto caracteriza-se por duas frentes de negócios: a importação de vinhos e a elaboração e exportação de espumantes. A sede da nova empresa fica as margens da BR 470 Km 224 - Garibaldi, terra dos espumantes, em uma área de mais de 60mil m2, cujas atividades comerciais iniciaram em agosto de 2008.

  • Don Abel

    Don Abel

    Logo após a inauguração, em 2005, a Vinícola Don Abel colocou a cidade de Casca, na Serra Gaúcha, no eixo da Rota Uva e Vinho. Desde então, esta vinícola boutique vem se destacando no meio da vitivinicultura pela excelência em seus produtos. Os vinhedos, localizados a cerca de 800m de altitude, são privilegiados pelas ótimas condições de plantio, solo e clima, o que torna a região propícia para o cultivo de uvas finas. A alta tecnologia aliada ao processo artesanal é a combinação perfeita para a produção vitivinífera. O resultado são vinhos únicos, surpreendentes e de qualidade inigualável, premiados nacional e internacionalmente. Aos poucos crescendo e ganhando espaço no cenário nacional, a Vinícola Don Abel investe constantemente em melhorias e se aprimora cada dia mais, a fim de continuar levando produtos diferenciados e novas experiências ao seu consumidor.

  • Don Guerino

    Don Guerino

    Localizada em Alto Feliz, na Serra Gáucha, a Don Guerino é uma vinícola familiar moderna, que encanta pela qualidade de seus vinhos, pela sua arquitetura e pela belíssima paisagem de vinhedos em seu entorno. A paixão pela vitivinicultura vem atravessando gerações na família desde 1880, quando vieram os primeiros imigrantes, do Trento, norte da Itália, para o sul Brasil. No ano 2000, Osvaldo Motter, quarta geração, coloca em prática o sonho de elaborar vinhos finos Premium adquirindo uma nova propriedade de terras em Alto Feliz, RS, iniciando a implantação de castas nobres europeias já vislumbrando uma vinícola com arquitetura voltada ao enoturismo; projeto finalizado em 2007, homenageando o pai, Guerino Motter.

  • DOS ALMAS

    DOS ALMAS

    Eles começaram sua jornada, fiéis à sua visão de criar conexões entre pessoas e lugares através do vinho . Sua viagem foi impulsionada pelo desejo de promover a biodiversidade e as riquezas culturais de regiões vitivinícolas do mundo, e encontraram o lugar ideal para cumprir esse compromisso no Chile, complementando duzentos anos de artesanato italiano com o caleidoscópio de terroirs e microclimas que compõem este país maravilhoso. Aqui, a família Zonin pôde criar vinhos capazes de fundir duas identidades: a tradição vitivinícola italiana e o terroir chileno , como duas almas conectadas por um único propósito – criar uma harmonia perfeita.

  • Douglas Green

    Douglas Green

    Com sede administrativa em Midrand, entre Johannesburgo e Pretoria, as unidades de produção ficam em Wellington, na província de Western Cape. Atualmente, sua capacidade de produção de aproximadamente 30 milhões de litros por ano, torna a Douglas Green a maior produtora privada de vinhos e licores da África do Sul.

  • Duorum

    Duorum

    O projeto DUORUM surgiu em 2007 a partir da vontade de dois reconhecidos enólogos, João Portugal Ramos e José Maria Soares Franco, de desenvolver uma parceria vinícola exclusivamente dedicada ao Douro, que se materializa em reconhecidas marcas como Tons de DUORUM, DUORUM Colheita, DUORUM Reserva, DUORUM O. LEUCURA e DUORUM Porto Vintage. Desde o início seguiu-se a filosofia de respeito à paisagem ancestral da Região Demarcada do Douro, considerada Patrimônio Mundial.

  • El Capricho Winery

    El Capricho Winery

    Bodega el Capricho é uma empresa familiar localizada em Villa del Carmen (Durazno), no Uruguai. Nascido dos caprichos de dois grandes amigos e empresários, Dirk e Paul, para realizar seu sonho de ter uma pequena vinícola própria, para fabricar poucas garrafas da mais alta qualidade, em uma região privilegiada para a produção de vinhos exclusivos. Dirk vem de sua terra natal, a Alemanha, aos 23 anos, para a Argentina, em busca de novas experiências de trabalho, e lá ele conhece Paul, que se tornaria seu mentor, parceiro, grande amigo e família. Anos depois, depois de uma ampla pesquisa nos campos uruguaios, eles compram uma pequena vinícola com 7 hectares de vinhedos, em uma pequena aldeia perto da cidade de Durazno. É assim que eles iniciam esse belo projeto, motivados pelo eterno desejo de engarrafar seus sonhos.

  • El Enemigo

    El Enemigo

    Fundado em 2007, El Enemigo é o projeto pessoal de Alejandro Vigil, enólogo chefe de Catena Zapata, e de Adrianna Catena, filha mais nova de Nicolás Catena. Tendo à sua disposição uma ampla gama dos melhores vinhedos da região de Mendoza — pertencentes à família Catena — Alejandro Vigil selecionou parcelas específicas das uvas que pudessem dar origem a vinhos com uma personalidade distinta dos talhados por ele em Catena Zapata. São vinhos tintos com bastante nervo, taninos abundantes e um caráter deliciosamente selvagem. A linha “El Enemigo” da vinícola é formada pelos maravilhosos vinhos Malbec, Cabernet Franc, Bonarda, Syrah/Viognier e Chadonnay. Logo o primeiro vinho lançado, El Enemigo Malbec, já foi apontado como “outstanding” por Robert Parker.

  • Emiliana Organic Vineyards

    Emiliana Organic Vineyards

    Na Emiliana, não acreditamos apenas que a agricultura biológica e biodinâmica é a melhor forma de fazer vinho; também temos certeza de que esse modo de vida nos ajudará a nos conduzir a um futuro com respeito e sabedoria.

    Somos orgânicos por causa de nossas convicções, nossa ideologia e nosso amor.

    Para nós, ser orgânico significa cuidar da natureza, proteger o meio ambiente e valorizar as pessoas que possibilitam que nossos vinhos cheguem às taças de nossos consumidores.

    Somos orgânicos porque entendemos que ao cuidar da terra e de seus frutos, a natureza pode se expressar da forma mais autêntica e única possível.

    E quando a natureza pode se expressar, pode mudar o mundo, despertar paixões e provocar mudanças. Abre o caminho para darmos os primeiros passos e nos inspira a criar obras de arte irrepetíveis.

    Claro que continuaremos avançando, inovando e trabalhando com paixão a cada dia, com a convicção de que o futuro é orgânico.

  • Errazuriz

    Errazuriz

    Foi depois de viajar o Chile de norte a sul que Don Maximiano Errázuriz encontrou no Vale do Aconcágua o terroir ideal para as mudas europeias que trouxe para o país sul-americano em pleno século XIX. Foi pioneiro na exploração do Vale para a produção de vinhos finos e abriu as portas da vinícola batizada com o sobrenome de sua família em 1870. Os seus descendentes herdaram seu espírito visionário e consagraram seus vinhos mundo afora. Hoje, a vinícola é conduzida por Eduardo Chadwick Errázuriz que conta com o enólogo Francisco Baettig, um dos mais respeitados do Novo Mundo.

  • Familia Masera Giol - San Polo

    Familia Masera Giol - San Polo

    Na década de 1880, Juan Giol, Bautista Gargantini e Pascual Toso, chegaram da Europa cheios de sonhos e ilusões, em busca de novas oportunidades, famílias pioneiras da vinificação argentina. Na busca do melhor terroir de Mendoza, eles descobrem em La Consulta, o local indicado e propício para o cultivo de videiras. Finalmente, no ano de 1.915, eles decidiram fundar a vinícola San Polo, em homenagem ao castelo de San Polo Di Piave, na Itália. Hoje, o projeto é conduzido com pura paixão e dedicação por María Alejandra Giol e Rodolfo Masera. Eles continuam o legado e a tradição familiar de fazer vinhos de alta qualidade. Quatro gerações dedicadas a interpretar e melhorar a expressão nobre da videira.

  • Familia Mayol

    Familia Mayol

    Pedro Juan Mayol, um imigrante espanhol, produtor de uvas, dedicou sua vida ao trabalho da vinha. Seu filho, Pedro Mayol, trabalhava com ele como viticultor desde muito jovem, já que a fazenda era o principal sustento da família. Ambos deram o grande valor que uma vinha representa, a sabedoria do trabalho e o amor pela terra. As fazendas estão localizadas no sopé da Cordilheira dos Andes, na província de Mendoza, Argentina. Familia Mayol possui 100 hectares de vinhas (247 acres). Sob o vigor dos solos e alturas diferentes, eles concedem uma amplitude de caracteres ao escolher onde plantar cada variedade. Uvas especialmente selecionadas são usadas para fazer os vinhos. Cada vinhedo é supervisionado durante todo o ano para alcançar a mais alta qualidade. Todas as nossas fazendas incorporaram práticas sustentáveis ​​e ecológicas.

  • Família Ulian

    Família Ulian

    Tudo começou em 1964 quando Idalino Ulian, trazendo na bagagem a dedicação à vitivinicultura, deu início ao cultivo de uvas e a elaboração de seus primeiros vinhos na localidade da Linha Oitenta, no interior de Flores da Cunha - RS.

  • Filipa Pato

    Filipa Pato

    Com formação em Bordeaux, estágios na Argentina, Austrália e França, Filipa Pato lidera o projeto Vinhos Autênticos, Sem Maquiagem. A enóloga elabora vinhos que demonstram a forte identidade com o local onde são produzidas as uvas, com um refinamento que conquistou o consumidor internacional.

  • Finca El origen

    Finca El origen

    PROPRIEDADE LA ESPERANZA

    LOCALIZAÇÃO

    Sopé dos Andes, vale de Los Chacayes Appellation Uco

    ALTITUDE

    1.200 metros acima do nível do mar

    IRRIGAÇÃO

    Irrigação por gotejamento de um lençol freático de 160 metros de profundidade alimentado pela neve derretida dos Andes.

    TIPO DE SOLO

    Existem diferentes tipos de solos na propriedade; no entanto, solos franco-arenosos profundos predominam seixos redondos abundantes com depósitos de carbonato de cálcio. Baixa fertilidade e boa drenagem.

    HECTARES

    Sob a vinha: 140
    Superfície total: 210

    VARIEDADES PLANTADAS

    Malbec, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Petit Verdot, Chardonnay, Viognier.

  • Fratelli Barba

    Fratelli Barba

    Uma das mais históricas e tradicionais vinícolas de Abruzzo, Fratelli Barba se alçou, segundo o guia Gambero Rosso, ao mais alto ponto de qualidade desta emergente região italiana, produzindo vinhos que estão sempre “entre os melhores que se pode encontrar no Abruzzo”, nas palavras do guia mais respeitado da península. Localizada na “Região Verde da Europa”, a vinícola Fratelli Barba é favorecida por um clima ameno e ensolarado, com dias longos e noites frias. O inverno sofre influência do mar Adriático que se encontra próximo da região, e a temperatura média anual fica entre 12 e 16ºC, com boa precipitação e ventilação, propiciando condições excelentes para que as vinhas atinjam seu ápice qualitativo.

  • Garibaldi

    Garibaldi

    Situada em Garibaldi (120Km de Porto Alegre) no coração da Serra Gaúcha - maior região vitivinícola do Brasil, apresenta índices de crescimento superiores aos da média nacional. Resultado de uma história de investimentos, de profissionalização, de união e de uma trajetória que carrega em sua bagagem o trabalho e a vida de milhares de pessoas. Uma identidade marcante, personalidade e características próprias, aliadas ao terroir da Serra Gaúcha, fez com que nossos espumantes acumulassem uma série de premiações em concursos no Brasil e no exterior. Além disso, atingimos o reconhecimento do consumidor pelo ótimo padrão de qualidade, e figuramos na lista das cinco maiores produtoras de espumantes do país; e hoje elaboramos um dos 100 melhores vinhos do mundo.

  • Grupo Josep Llorens I Fills

    Grupo Josep Llorens I Fills

    Os produtos do Grupo Josep Llorens I Fills são produzidos nas montanhas de Girona, no sul da Espanha, onde o clima é muito privilegiado. As peças são minuciosamente manipuladas por verdadeiros peritos e embalados a vácuo para manter intactos os seus aromas e sabores únicos.

  • Gustave Lorentz

    Gustave Lorentz

    A paixão especial pelos vinhos fez com que Charles Lorentz Senior obtivesse excelência no desenvolvimento dos seus vinhedos nas colinas de Altenberg, próximo a Bergheim. As uvas que se desenvolvem neste excepcional terroir são vinificadas separadamente, riesling, pinot gris, gewürztraminer e outras muscats, originárias destas colinas, demonstram a cada nova safra uma caráter singular. A perseverança obstinada resultou no ganho da suprema honra denominada "Gran Cru" em 1983.

  • João Portugal Ramos

    João Portugal Ramos

    João Portugal Ramos é referência mundial e um dos principais representantes de uma nova geração de enólogos portugueses. Em 1990 plantou seus primeiros cinco hectares de vinhas na região de Estremoz, no sul de Portugal, com a missão de ser referência em nível mundial, conferindo identidade a vinhos diferentes e acessíveis. Aos poucos ampliou sua atuação para outras regiões do país como Beiras, Tejo, Douro e Vinho Verde trabalhando com projetos inovadores e que priorizam a sustentabilidade ambiental e social.

  • Lapostolle

    Lapostolle

    Lapostolle é o mais francês dos produtores chilenos. A vinícola foi fundada pela francesa Alexandra Marnier e elabora vinhos tintos, brancos e rosés de grande classe e elegância, cuja inspiração são os melhores vinhos europeus. Com imenso prestígio, em poucos anos conseguiu aclamação da imprensa especializada, estabelecendo-se como um dos mais reputados nomes do vinho chileno. Além da vinícola em Cunaco, próximo à Santa Cruz, a vinícola Lapostolle possui outras vinícolas no Chile, entre elas a Vinícola Atalayas, a oeste de Santiago e a Las Kuras, ao sul de Santiago.

  • Lidio Carraro

    Lidio Carraro

    A Lidio Carraro é uma vinícola boutique de propriedade familiar, de descendentes de imigrantes italianos que se dedica no ramo da viticultura há mais de cinco gerações.

    “Trazemos no sangue, nas mãos e no coração a paixão em elaborar os melhores vinhos”.
    Lidio Carraro.

  • Luccarelli

    Luccarelli

    Localizada na Puglia, a Luccarelli é o mais recente projeto de Valentino Sciotti. Ele achou a Cantina por acaso, e pela sua grande experiência em produção de vinho, viu que ali havia potencial. Com pequenas mudanças na adega, é capaz de produzir vinhos modernos com notável expressão que conquistam admiradores por todo mundo.

  • Luiz Argenta

    Luiz Argenta

    Homenageando o patriarca da família, foi fundada a Luiz Argenta Vinhos Finos, um empreendimento que reúne a tradição de um dos melhores terroirs do Brasil com as mais modernas técnicas de elaboração de vinhos finos. Os irmãos Deunir e Neco, filhos de Luiz Argenta, adquiriram a propriedade da antiga Granja União em Flores da Cunha/RS, onde foram plantadas as uvas viníferas que deram origem aos primeiros varietais de vinhos finos do Brasil, desde 1929. Um terroir reconhecido pela suas excelentes características para a produção de vinhos do Brasil, originando produtos de excelente qualidade. Com um projeto inovador e moderno, toda a estrutura da vinícola Luiz Argenta ficou pronta em 2009. Devido a sua arquitetura diferenciada, a vinícola já recebeu o título de uma das mais belas Vinícolas do Mundo, segundo a Revista Adega. Hoje, Deunir junto com sua filha, Daiane Argenta, se dedicam a esse projeto que carrega o nome, a personalidade e a paixão pelo vinho da família Argenta. Nossos vinhos e espumantes são referência em todo Brasil e estão sempre em destaque em importantes premiações.

  • Marco Luigi

    Marco Luigi

    Nossa história começa com a chegada dos primeiros imigrantes italianos, Marco e seu filho Luigi, vindos do norte da Itália, em 1875.  Após longa viagem, finalmente chegam ao Vale dos Vinhedos, onde recomeçam sua vida, com coragem e bravura.

    Na bagagem, mudas de videira, e no coração, o sonho de uma vida melhor. A dedicação e o amor destes imigrantes fazem brotar, em meio a mata virgem, os primeiros vinhedos, e deles seus belos frutos. E assim, revive a esperança em elaborarem vinhos para acalorar seu corpo e sua alma.

    Ao longo dos anos, e com o nascimento dos filhos, as energias se renovam.Marco Luigi, jovem e inovador, constrói junto a seu pai, a primeira cantina de pedra com pipas de madeira talhadas a mão. Esta paixão torna Marco Luigi um grande vinhateiro, reconhecido na região pela excelência de seus produtos.

  • Matetic Vineyards

    Matetic Vineyards

    No Matetic Wine Group procuramos partilhar com os nossos consumidores a grande variedade de vinhos das nossas vinhas Matetic Vineyards e TerraPura.

    Matetic Vineyards é um vinhedo boutique orgânico e biodinâmico, focado na criação de vinhos da mais alta qualidade a partir de um terroir privilegiado chamado Valle del Rosario, localizado entre os vales costeiros de Casablanca e San Antonio.

    Através da TerraPura, localizada no Vale de Colchagua, queremos entregar vinhos sustentáveis ​​e de alta qualidade que expressem a grande diversidade de cepas provenientes de uma geografia única, derivada dos diferentes vales de nosso país.

  • Miolo Wine Group

    Miolo Wine Group

    A família trabalha na viticultura desde 1897, mas partiu para a produção comercial de vinhos somente em 1990. O primeiro vinho foi um merlot produzido com as uvas do Vale dos Vinhedos. Em 20 anos, a empresa tornou-se líder no mercado. Em 2006, passou a ser chamada de Miolo Wine Group, que hoje reúne uma linha de mais de 100 produtos elaborados a partir de parcerias nacionais e internacionais.

  • Moët & Chandon

    Moët & Chandon

    A Maison Moët & Chandon é uma produtora de vinhos espumantes do tipo champagne, fundada em 1743. A vinícola pertence hoje em dia ao grupo LVMH, o maior produtor de artigos de luxo do mundo. A Maison Moët & Chandon é uma das maiores produtoras de champagne do mundo. A "Casa" possui hoje cerca de 1.500 acres (6 km²) de vinhedos e anualmente produz dois milhões de caixas de champagne. O nome Chandon foi adicionado à companhia quando Jean-Rémy Moët deu a metade da companhia a seu genro Pierre-Gabriel Chandon de Briailles em 1832, e a outra metade a seu filho, Victor Moët. Depois da introdução do conceito de um champanhe de vintage em 1840, Moët introduziu no mercado seu primeiro vintage em 1842. Seu tipo Imperial Brut foi introduzido nos anos 1860. Sua etiqueta mais conhecida, os Dom Perignon, é em homenagem ao monge beneditino conhecido como o “pai de Champagne”. A Maison Moët & Chandon fundiu-se com o Hennessy, de Cognac, em 1971 e com a Louis Vuitton em 1987 para transformar-se LVMH (Louis-Vuitton-Moët-Hennessy), o maior grupo de artigos de luxo do mundo, com vendas da ordem de 16 bilhões de euros em 2004. A Moët & Chandon é a fornecedora oficial de champanhe à rainha Elizabeth II.

  • Monte Paschoal

    Monte Paschoal

    Gerações de evolução e aprimoramento fazendo produtos únicos. Vindo da Itália, ao final do século XIX, Vitório Basso aportou no Brasil, trazendo consigo uma grande dose de esperança e algumas mudas de videiras. No local denominado Mato Perso, hoje município de Flores da Cunha, começou a produzir vinhos, prática cultivada com afinco por seus descendentes. Mais tarde, por volta de 1940, Hermindo Basso fundou a primeira vinícola da família, denominada na época como Cantina Rural, que hoje constitui a Basso Vinhos e Espumantes, sediada em Monte Bérico, 2º Distrito de Farroupilha.
    A marca Monte Paschoal Uma marca jovem, criada para um público que procura a qualidade em todos os aspectos. Preocupação constante em detalhes como elaboração, acompanhamento e apresentação dos produtos na hora da venda são pontos fundamentais para transformar a marca Monte Paschoal em uma marca forte, premiada, reconhecida e presente no mercado nacional e no exterior.

  • Monte Reale

    Monte Reale

    A Monte Reale pertence à família Valdecir Mioranza e os primeiros registros desta família são de 1300, quando moravam nos arredores de Feltre, na Itália, onde a principal atividade econômica era o cultivo de videiras e a fabricação de vinhos. Em 15 de janeiro de 1884, Pietro Mioranza chega ao Brasil, mais precisamente na colônia de Caxias, onde lhe destinam o lote numero 13 do Travessão Alfredo Chaves. Pietro é um dos primeiros a chegar ao local, que batiza como Nova Veneza. Do Valle del Mis, Pietro trouxera algumas mudas de videiras, a semente da tradição vinícola transplantada na América. Em pouco tempo ele se torna o maior produtor de vinhos de Nova Veneza. Em 1972, Valdecir Mioranza, seu bisneto, juntamente com seis amigos fundou a Vinhos Monte Reale.
    Em 1993, Valdecir assumiu o controle acionário da vinícola e a partir desta data iniciaram os investimentos em tecnologia, afim de produzir vinhos de alta qualidade. Do conhecimento e dedicação legados pela família, Valdecir Mioranza preserva a tradição de mais de sete séculos, da qual resultaram os vinhos de alta qualidade e excelência das marcas Valdemiz e Monte Reale.

  • Montes Toscanini

    Montes Toscanini

    Localizada em Las Piedras, distrito de Canelones, no sul do Uruguai, a bodega Montes Toscanini tem um perfil familiar. A vinícola foi fundada em 1979 em um desdobramento da família, cujo pioneiro chegou da Itália no início do século XX e estabeleceu-se na região, elaborando seu primeiro vinho em 1908. Mais tarde, Margot Toscanini de Montes e seu irmão adquiriram a vinícola e deram continuidade aos negócios. Desde 1993, o enólogo  Leonardo Montes Toscanini, filho de Margot, administra a propriedade. Ele se orgulha da produção limitada que permite a alta da qualidade dos rótulos elaborados – o que se reflete nos prêmios que a Bodegas já recebeu (no VinoSub30 Uruguai 2015, o vinho Gran TannatPremium Harvest 2011 ganhou o prêmio máximo – Gran Medalla de Oro – e 7 outros vinhos da Bodega levaram Medalha de Ouro). A produção da Toscanini valoriza o estilo frutado e complexo dos vinhos com grande equilíbrio em boca. Ao longo do tempo o enólogo mostrou homogeneidade (no bom sentido) nos rótulos que assina, o que reflete os cuidados na elaboração de exemplares de alta qualidade.

  • Namaqua

    Namaqua

    Entre os produtores do Novo Mundo, a África do Sul foi o primeiro a elaborar vinhos, começando em 1660. Uma cooperativa com espírito de inovação, a vinícola Namaqua encontra-se no coração da região geográfica de Matzikama. Os vinhos são o resultado de uma diversa e contrastante região climática, paisagem de extremos, com uma infinidade de microcosmos muito resistentes e, ao mesmo tempo, bem frágeis. As instalações da vinícola ficam na cidade de Vredendal, às margens do rio Olifants, artéria que alimenta essa paisagem muitas vezes implacável. 

  • Nieto Senetiner

    Nieto Senetiner

    A vinícola fundada por imigrantes italianos em 1905 passou por uma significativa transformação em 1969, quando foi adquirida pela família Nieto Senetiner. Desde então, tornou-se uma das principais referências da Argentina e conquistou grande prestígio internacional. A Nieto Senetiner combina com perfeição tradição e inovação, usando equipamentos de última geração e técnicas modernas de vinificação, traduzindo desta forma em seus vinhos a força do terroir de Mendoza. Um dos grandes segredos é a forma como cultiva as videiras, dando-lhes todas as condições para que produzam frutos de altíssima qualidade, base indispensável para a produção de vinhos de muita personalidade.

  • Paganini

    Paganini

    Referência no segmento premium, a Paganini destaca em seu portfólio mais de 30 tipos de massas. Fabricadas na Puglia, leste da Itália, todos os cortes são elaborados com sêmola 100% de grano duro, que reproduzem a textura al dente. Além das massas, a Porto a Porto importa azeite de oliva, aceto balsâmico, polpas de tomate e tomate pelado, molhos, conservas e arroz da marca Paganini.

  • Peterlongo

    Peterlongo

    Desde sua fundação a Peterlongo preocupou-se, não apenas em manter o mesmo método de elaboração do champagne usado pelos franceses, mas também com as condições de produção e armazenagem da bebida. A construção segue os padrões da região de Champagne, na França e suas instalações incluem uma residência em forma de castelo e uma cave subterrânea de 10 mil m². Todas em pedra basalto, a cave baseada nos moldes franceses, mantém a constante temperatura das garrafas em todas as estações do ano. Com o decorrer dos anos a cave foi sendo ampliada para poder acompanhar o crescimento da produção de champagnes da Peterlongo.

  • Pimentaria Dedo de Moça

    Pimentaria Dedo de Moça

    Uma empresa 100% brasileira que se dedica a elaborar produtos especiais com a utilização exclusiva de frutas selecionadas. Não utilizamos conservantes. Nossos produtos são testados e elaborados por nossa Chef Patricia Possamai, enóloga, sommelière e chef de cozinha. Nossos produtos estão nos mais renomados Restaurantes, e você consumidor final, pode levá-lo para sua casa.

  • Pizzato

    Pizzato

    Em 1999, a Família Plínio Pizzato constitui a PIZZATO Vinhas e Vinhos para agregar a elaboração de vinhos ao já existente cultivo de videiras, ao qual se dedica desde a imigração de Antônio Pizzato para o Brasil, vindo do Vêneto / Itália ao final dos anos 1800. Os integrantes da Família são os responsáveis por todo o processo que faz do vinho uma bebida de identiddade única, da produção de uvas à elaboração e comercialização dos vinhos, gerando um diferencial de entusiasmo, dedicação, personalidade e exclusividade traduzidos em vinho. É com muito orgulho que hoje a Família vê seus vinhos entre os mais destacados em degustações e painéis de vinhos Brasileiros e Internacionais, além de estarem presentes em restaurantes e lojas especializadas no Brasil e no exterior.

  • Puklavec Family Wines

    Puklavec Family Wines

    O amor da família Puklavec pelo vinho pode ser rastreado desde 1934 na Eslovênia. Martin Puklavec teve uma visão: fazer os melhores vinhos juntos. Esta filosofia continua a ressoar na produção de vinho da família hoje. Os Vinhos da Família Puklavec são movidos pelos valores fundamentais da paixão, trabalho árduo e dedicação à qualidade. Vladimir Puklavec e suas duas filhas, Tatjana e Kristina, todos trabalham juntos, ao lado dos outros viticultores, com a determinação de continuar a perseguir a visão de seu (av)pai.
    Os Vinhos da Família Puklavec são produzidos no coração de Ljutomer-Ormož, uma região vinícola na região de Podravje, na parte nordeste da Eslovênia. Esta área oferece as condições microclimáticas perfeitas para o cultivo de uvas. O resultado são vinhos elegantes, elaborados com uma atenção intransigente e apaixonada aos detalhes, lindamente equilibrados e tão expressivos quanto a paisagem de nossos vinhedos.

  • Pulenta Estate

    Pulenta Estate

    Apesar de a vinícola ter iniciado as suas atividades somente em 2002, a história da família Pulenta com a vitivinicultura argentina começou 100 anos antes. Em 1902, Angelo Pulenta e Palmina Spinsonti foram de Ancona, na Itália, para a Argentina ,e lá fincaram as raízes da família (e de suas vinhas). Passadas três gerações, os Pulenta resolveram transformar a paixão em trabalho e abriram as portas da Pulenta Estate, que mesmo depois do reconhecimento manteve o ambiente familiar, onde cada vinho nasce e é cuidado como um integrante da família.

  • Puntí Ferrer Fine Wines Chile

    Puntí Ferrer Fine Wines Chile

    Antonio Puntí Ferrer sempre sonhou em dedicar sua vida à produção e comercialização de vinhos finos, assim como seu pai fez quando chegou ao Chile vindo de Manresa – Espanha. Juntamente com Andrea Lagos, sua esposa, iniciaram este projeto apenas com vontade e convicção, com o objetivo de poderem optar por uma melhor qualidade de vida, uma vida no campo, fora da capital onde viviam na altura.

    Para ello, primero con la incorporación de Máximo Humbser a la sociedad, y luego con la de Eduardo Bentjerodt, pudieron darle forma a este sueño, y poco a poco forjar el proyecto hacia lo que es hoy, junto con el apoyo de todo su equipo a través de los años.

     

    La experiencia de Antonio, la dedicación de Andrea, la creatividad de Máximo, y el ímpetu de Eduardo, fueron la combinación ideal para poder dar forma a lo que es hoy Viña Puntí Ferrer:

    Una viña que nace de raíces tradicionales, pero con una visión completamente original.

  • Quinta de Carapeos

    Quinta de Carapeos

    Localizada na cidade de Amarante no distrito do Porto, a Quinta de Carapeços é uma vinícola boutique especializada em elaborar vinhos verdes, pertencentes à categoria superior: vinho regional do Minho. Atualmente a vinícola perpetua os métodos de elaboração que deram fama mundial ao Vinhos Verdes.

  • Quinta do Ribeirinho

    Quinta do Ribeirinho

    O produtor de vinhos português Luís Pato é responsável por diversas inovações vitivinícolas. O apreço à inovação e a valorização das terras da família ultrapassou gerações: sua filha Filipa Pato é uma enóloga respeitada e Luísa Pato destaca-se com um azeite artesanal e de baixíssima produção, o Quinta do Ribeirinho.

  • Quinta Don Bonifácio

    Quinta Don Bonifácio

    A história da vinícola Quinta Don Bonifácio está diretamente conectada com a de quatro primos, jovens empreendedores, que juntos decidiram que iriam trabalhar no mundo do vinho, retomando o sonho dos avós, agricultores e descendentes de imigrantes italianos.

    Este sonho começou em 1999, com a implantação dos vinhedos de São Francisco, em Galópolis, interior de Caxias do Sul. Em 2002, os vinhedos foram ampliados, com a implantação de novas variedades em Santa Lúcia do Piaí, também na zona rural de Caxias do Sul. No ano de 2007 a vinícola teve o seu primeiro vinho lançado, elaborado com a sua uva ícone até hoje: a Tannat

    Uma das únicas vinícolas do Brasil a elaborar vinhos e espumantes somente com uvas próprias, procedentes de parcelas únicas de vinhedo, as "quadras". Parcelas que por sua localização, condição climática, e trabalho de viticultura, se tornaram marcantes. Com isso, a vinícola atesta a qualidade da sua produção e o terroir exclusivo.

    A proposta da vinícola Quinta Don Bonifácio é construir vinhos e espumantes raros, singulares, que sejam do gosto do consumidor, e que tenham a expressão do terroir da região, com a melhor seleção de matéria prima vinda dos seus vinhedos.

  • Renacer

    Renacer

    Mendoza, Argentina é um dos lugares mais privilegiados do mundo pelas condições que oferece para a produção de vinho. Estas excelentes condições são engarrafadas juntamente com os grandes vinhos que vem alcançando os mercados do mundo inteiro nos últimos anos. A vinícola situada em Perdriel, bem ao pé da Cordilheira dos Andes, combina o estilo medieval de sua torre de pedra com os mais modernos equipamentos técnicos. Os vinhedos que circundam a vinícola crescem nos solos franco-argilosos da Renacer, ideais para o cultivo dos melhores Malbecs do mundo.

  • Revancha - Mendel Wines

    Revancha - Mendel Wines

    Os vinhos Revancha são a realização do sonho de Roberto La Mota, de possuir sua própria adega. Filho do mais famoso viticultor argentino, Don Raul de La Mota, o argentino gosta de brincar que nasceu em uma adega, já que sua educação e formação enológica começaram muito antes de estudar na Universidade Nacional de Cuyo. Depois de terminar seus estudos na França e dirigir uma das vinícolas mais importantes do país, Roberto fundou a sua própria vinícola, onde a união de experiência, paixão e um terroir incomparável resultaram em vinhos únicos. Hoje Roberto tem a companhia de seu filho Rodrigo para administrar a vinícola e, assim continuar uma paixão e tradição familiar: produzir vinhos de qualidade.

  • Ruinart

    Ruinart

    "Esse livro deve ser aberto em nome de Deus e da Virgem Maria..." Foi com essas palavras, escritas no dia 1° de setembro de 1729 por Nicolas Ruinar, sobrinho do monge benedito Dom Ruinart, que foi fundada a Maison Ruinart. Dom Ruinart, uma das mentes mais brilhantes de seu tempo, foi um pioneiro que antecipou a importância da produção e do comércio de champagne, além de sua notoriedade e de seu sucesso comercial. A tradição foi herdada por membros da família Ruinart. Ao longo dos séculos, todos no controle da Casa de Ruinart tiveram como prioridade a busca pela excelência. Com o tempo, os valores fundamentais de Ruinart - autenticidade, qualidade, refinamneto e franqueza - fortaleceram sua cultura e sua arte, além de estabelecer uma boa reputação estética perante os champagnes. Oferece o prazer absoluto, atingir o ideal, a quintessência do encantamento... Ruinart exalta o champagne e abre um mundo de refinamento e estética atemporais. A arte de Ruinart é sublimar a matéria para elaborar a mais bela de suas obras: um champagne de exceção.

  • Santa Alba

    Santa Alba

    Do Chile para o Brasil, uma parceria internacional da Vinícola Basso.

  • Tenuta Foppa e Ambrosi

    Tenuta Foppa e Ambrosi

    Lucas Foppa e Ricardo Ambrosi se conheceram na primeira escola de enologia do Brasil, o Instituto Federal de Bento Gonçalves. A amizade, que começou no coração da uva e do vinho no Brasil, levou os amigos ao primeiro trabalho, juntos, em uma vinícola do Vale dos Vinhedos. Vinificam juntos o primeiro vinho, na garagem da casa da família Ambrosi. Após a primeira safra do projeto, os amigos decidem ir, na metade do ano, para os Estados Unidos da América, para trabalharem em uma vinícola do Napa Valley. Ao voltarem dos Estados Unidos, no início de 2018, começam a vinificar volumes comerciais. As safras de 2018, safra histórica, e 2019, juntas, totalizaram aproximadamente 20 mil litros. O sonho começa a tomar corpo. Assim, em 2019, a empresa é registrada oficialmente. Começa a caminhada da Tenuta Foppa & Ambrosi, que atinge hoje todo o Brasil e ruma a todo o globo!

  • Tenuta San Guido

    Tenuta San Guido

    Nos anos vinte, estudante em Pisa, Mario Incisa Della Rocchetta sonhava em criar um vinho de raça. O ideal era representado por grandes vinhos de Bordeaux. Depois de diversos experimentos com vários tipos de uva a decisão foi tomada escolhendo a Cabernet Sauvignon pela semelhança que tinha entre a região de Bolgheri na Toscana e a região de Graves em Bordeaux. O nome Sassicaia vem mesmo da constituição do terreno pedregoso ou “sassoso”, daí Sassicaia ou lugar pedregoso. O primeiro vinhedo de Mario Incisa é hoje considerado o berço do Cabernet italiano. Um vinho composto prevalentemente desta uva francesa representando na época uma grande mudança na cultura toscana e piemontesa do Sangiovese e da Nebbiolo, tanto que as primeiras opiniões não eram positivas: os complexos vinhos obtidos da Cabernet Sauvignon necessitavam de um tempo para estruturar-se. De 1948 a 1960 o Sassicaia foi bebido somente na Tenuta, mas a cada ano poucas caixas eram postas para envelhecer nas adegas de Castiglioncello. O Marquês se deu conta que com o tempo seu vinho melhorava, pois aquilo que antes eram considerados defeitos com o tempo foram se tornando virtudes. Em 1965 Mario plantou outros dois vinhedos de Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. A safra de 1968 foi a primeira a ser comercializada no mercado com uma receptividade de um Bordeaux premier cru. Nos anos seguintes a cantina foi transferida para um local com temperatura controlada para a fermentação em tanques de aço inox e para o envelhecimento começaram a ser usadas barricas de carvalho francês. A safra de 1985 que alcançou pontuações altíssimas é um divisor de águas para o Sassicaia, pois deu visibilidade e reconhecimento internacional sendo considerada a partir daí por unanimidade um dos grandes vinhos italianos. A terra de Bolgheri continua a proporcionar ao mundo o Sassicaia, um vinho que tem alma nobre e a memória das pedras.

  • Tenuta Ulisse

    Tenuta Ulisse

    Fundada no ano de 2006, Tenuta Ulisse é hoje, o marco simbólico do renascimento enológico de Abruzzo, na Itália. É a expressão moderna de uma tradição secular de amor e dedicação à terra, tornando-se uma das principais propriedades vitivinícolas na região. A vinícola apropriou-se do enorme potencial do terroir da região e das antigas variedades lá cultivadas, trazendo para o mundo contemporâneo uvas autóctones, como Montepulciano D'Abruzzo, Trebbiano D'Abruzzo, Pecorino, Passerina e Cococciola. Os rótulos da Tenuta Ulisse são o resultado da paixão e da experiência de Antonio e Luigi Ulisse, irmãos dedicados a expressar o potencial e o caráter da região, traduzindo os mais significativos e exclusivos vinhos finos da respeitável região de Abruzzo.

  • Terra Serena

    Terra Serena

    A história da vinícola Terra Serena começa em 1881, quando Pietro Serena construiu a primeira destilaria da cidade, próximo à Crocettal Lá, o vinho era armazenado e vendido em barris de madeira. Tempos depois, após a segunda guerra, Adolfo Serena tomou o comando da companha em 1967, e a levou para Susegana. Três anos depois, quando seus filhos passaram a trabalhar com o pai, as grandes mudanças começaram. Em 2011, a companhia comemorou 130 anos de existência, sempre pensando nas necessidades do mercado e na tradição que acompanha seus exemplares.

  • Terrazas De Los Andes

    Terrazas De Los Andes

    Terrazas de los Andes, a altitude ideal para cada variedade de uva. Em Mendoza, Argentina, situada ao pé da Cordilheira dos Andes, encontra-se uma superfície de terrenos escalonados. "Las Terrazas", localizados entre 600 e 1600 metros acima do nível do mar. Indentificamos o fato de que nessa região do mundo a altitude é um fator determinante para a obtenção de uvas com grande concentração aromática, corpo e sabor. Cada variedade, em sua altitude ideal, alcança a expressão máxima de suas qualidades. A 1200 metros, nas Terrazas de Tupungato, cultivamos nossa Chardonnay; a 1067 metros, nas Terrazas de Vistalba, a Malbec; a 980 metros, nas Terrazas de Perdriel, as uvas Cabernet Sauvignon e a 800 metros, nas Terrazas de Cruz de Piedra, a Syrah.

  • The Crossings

    The Crossings

    Fundada em 08.08.08, o Yealands Wine Group tornou-se rapidamente um líder mundial na elaboração sustentável de vinhos. Reconhecida no cenário internacional pela autêntica qualidade, incluindo a elaboração do Melhor Sauvignon Blanc do mundo, o grupo Yealands está localizado em uma das principais regiões de crescimento da Nova Zelândia.

  • The Wine People

    The Wine People

    A The Wine People (TWP) produz vinhos em diferentes regiões da Itália, assegurando uma grande flexibilidade, ao invés de estar ligado a uma única propriedade ou região. Uma das grandes preocupações do enólogo Stefano Chiocciolli, com vasta experiência e reconhecimento internaciona, é o respeito pela procedência e pelo estilo de cada vinho, cuidando de todo o processo, do cultivo da uva até a garrafa, assegurando a qualidade e a verdadeira expressão do terroir.

  • Tua Rita

    Tua Rita

    No ano de 1984, Rita Tua e Virgílio Bisti, realizaram o sonho de comprar uma pequena propriedade de terras que se tornaria nos anos consequentes, a conceituada vinícola Tua Rita. Localizada em Suvereto, vilarejo medieval da Toscana, o cenário é emoldurado por uma paisagem montanhosa com antigas oliveiras e preciosos vinhedos. Os dois hectares iniciais de vinhedos cultivados com muito cuidado e paixão, levaram a Tua Rita ao pioneirismo em experimentos de produção no modelo “vin de garage” – conceito de vinhos de pequena produção, feitos com cuidados extremos e técnicas exclusivas.

  • Varvaglione

    Varvaglione

    A criteriosa seleção das uvas, o meticuloso controle no processo de vinificação e a constante busca no aperfeiçoamento das técnicas, criam o diferencial destes emblemáticos rótulos. Trata-se de um processo lento e constante que necessita da dedicação do viticultor e o sentido apurado do enólogo.

  • Veuve Clicquot

    Veuve Clicquot

    Fundada em 1772, a maison Veuve Clicquot Ponsardin adquiriu, ao longo de sua hitória, um espírito audacioso e cultivou uma busca incansável pela inovação, sem deixar de lado a fidelidade à tradição do seu champagne. Veuve Clicquot tem um estilo eterno, é um champagne para sem apreciado em todos os momentos um vinho verdadeiramente célebre e inesquecível. O seu clássico Yellow Label continua, ainda hoje, um dos mais apreciados champagnes do mundo. Paixão e busca pela excelência são os grandes segredos do sucesso da marca que segue, até ps dias atuais, o lema de Madame Clicquot: "uma só qualidade, a primeiríssima".Os vinhedos da Veuve Clicquot - situados em Reims, França - estendem-se por 386 hectares e suas adegas subterrâneas abrigam cerca de 35 milhões de garrafas que adquirem, durante o seu envelhecimento, a maturidade e o caráter típicos do estilo Veuve Clicquot. A estrutura do vinho e o equilíbrio dos sabores são atributos de qualquer Cliquot, possuidores de estilo único e sedutor.

  • Veuve du Vernay

    Veuve du Vernay

    A Veuve du Vernay está localizada na Borgonha e pertence ao Grupo Patriarche. Seus produtos expressam o estilo de vida francês: sofisticado, espontâneo, romântico e muito elegante. Seus vinhos são indicados para festas, celebrações entre amigos e ocasiões especiais.

  • Viapiana

    Viapiana

    Passada de geração em geração, a paixão pela produção de vinhos foi a motivação para, em 1986, ser elaborada a primeira safra da vinícola.

  • Vidigal Wines

    Vidigal Wines

    Vidigal Wines é uma empresa produtora de vinhos tranquilos e licorosos, de média dimensão e carácter familiar, localizada na zona de Leiria no Centro de Portugal. As origens da empresa datam do inicio do Século XX, numa Quinta fundada por um Cónego da Igreja. Ao longo do ultimo século a empresa conheceu um par de donos até que no inicio dos anos 90 o atual Diretor, António Mendes Lopes – assumiu a gestão. Desde essa altura a Vidigal conheceu grandes mudanças e avanços tecnológicos que hoje lhe permitem produzir cerca de 3 milhões de garrafas por ano.

    Atualmente, a Vidigal está dividida entre 40% de capital norueguês e 60% na posse do Diretor com dupla nacionalidade portuguesa-dinamarquesa, António Mendes Lopes. A. M. Lopes tem mais de 30 anos de experiencia no mundo do vinho. Criou e desenvolveu uma empresa de importação de vinhos internacionais na Dinamarca. Através das funções de importador, ganhou uma grande experiencia e conhecimento acerca de vinhos dos diverso pontos do planeta. António Mendes Lopes participa ativamente na elaboração dos vinhos em conjunto com dois enólogos: António Ventura, considerado o enólogo do ano em Portugal em 2006 e Rafael Neuparth.

  • Vigneti del Vulture

    Vigneti del Vulture

    A Vigneti del Vulture está situada em um vasto território da Basilicata, dominado pelo vulcão Vulture Monte (inativo). Hoje os agricultores são recompensados ​​pelos danos causados ​​pelas erupções dos séculos passados com a incomparável riqueza de minerais do solo, que dá as uvas uma complexidade única.

  • Villa Francioni

    Villa Francioni

    A Villa Francioni é uma tradicional vinícola de São Joaquim, na serra catarinense. Aqui, o terroir, a atmosfera da cave, o cuidado extremo, a emoção sempre presente, tudo conspira para que o apaixonado pelo vinho reconheça a personalidade única que cada rótulo representa e interaja com ela.

  • Viña Carmen

    Viña Carmen

    Viña Carmen é um dos melhores e mais reputados produtores chilenos, elaborando vinhos que são considerados entre os melhores da América do Sul. Trata-se simplesmente da mais antiga e tradicional vinícola do Chile, fundada em 1850. Indicada simplesmente oito vezes nos últimos dez anos como “Vinícola do Ano” pela Wine&Spirits, ela também foi indicada como a “Value Brand of the Year”.

  • Viña Cobos

    Viña Cobos

    O enólogo americano Paul Hobbs aterrissou na Argentina em 1989 e por lá deixou-se seduzir subitamente pelo terroir de Mendoza. Foi somente no ano de 1997, porém, quando Paul conheceu dois enólogos da região - Marchiori e Barraud - que decidiu dedicar-se à produção de vinhos. Unidos e descontentes com a imagem da Malbec mundo afora, passaram a produzir vinhos argentinos de reconhecimento internacional. E essa é a natureza da Viña Cobos: o desejo de retomar a posição da Malbec pelo mundo.

  • Vinã de Aguirre

    Vinã de Aguirre

    Os Conquistadores Espanhóis plantaram as primeiras vinhas no Chile durante o século XVI. Centenas de anos depois, Don Pedro Etcheberry, agricultor francês, começou a tradição familiar. Seguindo seus antepassados, Pedro Félix de Aguirre e Ana María Etcheberry fundaram Bodegas y Viñedos de Aguirre SA, uma empresa 100% familiar, com uma sólida tradição agrícola fundada em pilares como confiança, responsabilidade, respeito ao meio ambiente e trabalho em equipe. Hoje, os sete membros da geração da família De Aguirre Etcheberry, se focam com paixão e dedicação em produzir vinhos com alto nível de qualidade a um preço competitivo para comercializá-los em todo o mundo. Bodegas y Viñedos De Aguirre S.A., hoje VDA, Viña de Aguirre, trabalha arduamente para que no futuro, as novas gerações familiares sigam os passos de seus fundadores.

  • Vinã La Rosa

    Vinã La Rosa

    Fundada em 1824 pela família Ossa, a Vinã La Rosa é uma das mais antigas vinícolas do Chile.
    Sua historia tem inicio quando Don Francisco Ignacio Ossa y Mercado, um mineiro importante do norte do Chile, apaixonou-se com a beleza de o vale do Cachapoal, situado a 120 km do sul de Santiago.
    O proprietário da fazenda na época era Don Manuel Blanco Encalada, o primeiro Presidente da República do Chile e uma grande personalidade na história nacional chilena.
    Quando Don Francisco Ossa comprou a propriedade, a venda incluiu barris de vinho, adegas, vinhas importadas da França bem antes da filoxera atingir as vinhas na Europa e a propriedade.
    Hoje as vinhas estão localizadas na VI região, Valle Del Rapel, ao sopé da cordilheira, região famosa pela produção de variedades de uva de altíssima qualidade.
    O Objetivo da Vinã La Rosa é produzir vinhos de excelente qualidade para aqueles que sabem apreciar bons vinhos.
    Suas variedades são produzidas e engarrafadas no local dando a vinícula total controle e garantia de qualidade em todas as etapas, desde a produção da uva até a vinificação.
    São conduzidos, segundo palavras de seu atual presidente, Ismael Ossa Erázuriz, pela paixão pela terra, cuidados com o meio ambiente, tradição e compromisso com a qualidade de sus vinhos.

  • Viña Montes

    Viña Montes

    Viña Montes é um dos maiores nomes do Chile, elaborando fantásticos vinhos tintos e brancos, de muita personalidade e imbatível relação qualidade e preço. Sua reputação no Brasil e afora é enorme e seus vinhos estão sempre entre os melhores da América do Sul. O produtor foi o pioneiro dos vinhos de alta qualidade no Chile, quase três décadas atrás.

  • Viña Tinajas del Maule

    Viña Tinajas del Maule

    A Viña Tinajas del Maule nasceu em 1997, quando a família Mena Undurrada adquiriu antigos vinhedos na localidade de Villa Alegre, região do Maule. Ao instalar-se, a ideia foi fortalecer os vinhedos existentes desde 1918 e aproveitar o grande potencial da região. Foi assim que foram incorporados às antigas instalações, os benefícios de novas tecnologias para elaboração de vinhos. Atualmente a vinícola conta com uma bodega com capacidade para elaboração de mais de três milhões de litros e vinhedos equivalentes a 300 hectares, plantados com seis variedades viníferas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Pinot Noir, Carmenere, Sauvignon Blanc e Chardonnay.
    É uma empresa totalmente familiar, sendo seu presidente o Sr. Ignacio Mena e, seu diretor e enólogo, seu filho Juan Ignacion Mena, reconhecidos empresários do ramo de vinhos no Chile. A Hannover Vinhos, após intensa pesquisa de novos rótulos, decidiu trazer ao Brasil uma linha que alia a qualidade de vinhos despretensiosos, porém com a essência de um trabalho bem feito. Trata-se da linha Viejo Feo, com apenas três rótulos nas variedades Carmenere, Cabernet Sauvignon e Chardonnay.

  • Viña Valdivieso

    Viña Valdivieso

    A Viña Valdivieso remonta a 1879 quando Alberto Valdivieso fundou o Champagne Valdivieso, primeira empresa no Chile e na América do Sul a fazer o vinho espumante. Passado mais de 100 anos, no final de 1980, a empresa expandiu-se em uma nova direção quando começou a produção comercial de vinhos finos, com o nome Viña Valdivieso, no Vale de Curicó, mais precisamente em Lontué. Produzir vinhos de qualidade requer um cuidadoso e equilibrado manejo em cada uma das etapas de vinificação. Os maiores esforços da bodega se concentram nos vinhedos na busca continua da obtenção das melhores uvas, fator determinante para qualidade e tipicidade de cada rótulo. Na bodega durante o processo de vinificação a busca é por resgatar as qualidades de cada variedade com a menor intervenção possível para evitar perda de potência ou complexidade. Para os vinhos que são envelhecidos em barricas, a regra básica é o equilíbrio, para que a madeira potencialize as características da fruta sem superá-la. Por este motivo os vinhos da Viña Valdivieso triunfam nos principais mercados mundiais e alcançam as mais altas distinções em competições internacionais, com vinhos de qualidade superior, diferenciados e muito atraentes.

  • Viña Ventisquero

    Viña Ventisquero

    Somos movidos pela paixão pelo vinho. Rigor, criatividade, profissionalismo e inovação de nossa equipe, juntamente com a diversidade de terroirs localizados nas melhores regiões vinícolas do país, dão vida a vinhos com uma marca única. Vimos crescer cada uma das nossas vinhas, estudamos e cuidamos para garantir que cada garrafa seja um verdadeiro representante de sua origem nobre.

  • Vinha Alto Quilipin

    Vinha Alto Quilipin

    A Vinha Alto Quilipin está situada da cidade de Yerba Buena no Vale do Maulle há 18 anos. Fundada por dois amigos medicos de profissão, Gabriel Pulgar Padilla e Gonzalo Ugarte Brochet, que motivados por sua paixão pelo bom vinho trocaram a pecuária pela viticultura. Sabendo que há 50 anos atras esta mesma terra tinha videiras que produziam excelentes vinhos devido a localização geogradica e clima da propriedade favorável. O nome foi inspirado pela cadeia de montanhas que rodeiam a vinicola, Quilipin, que significa colinas inclinadas na lingua nativa Mapudungun.
    O Vale de Maulle fica a 300km de Santiago e é conhecido por proporcinar grande variedade de uvas devido ao microclimas e solos diversos. Foi uma das primeiras regioes de viticultura no país e nos ultimos anos tem se sobressaido pela alta classe dos vinhos que proporciona.

  • Vinhedos Capoani

    Vinhedos Capoani

    A vinícola está localizada na região da Serra Gaúcha, mais precisamente no Vale dos Vinhedos, onde contribui com o enoturismo de Bento Gonçalves e região, com atendimento de excelência e experiências memoráveis no mundo dos vinhos e espumantes.

    Vinhedos Capoani elabora vinhos e espumantes, primando pela elegância, refinamento e identidade do Vale dos Vinhedos; com olhar nas aspirações dos consumidores modernos, que buscam produtos com atitude inovadora.

  • Vinhedos de Raul Anselmo Randon

    Vinhedos de Raul Anselmo Randon

    Os vinhedos de Raul Anselmo Randon estão localizados na região dos Campos de Cima da Serra, um dos pontos mais elevados do Estado, com aproximadamente mil metros. Localizada a uma latitude de 28°, a região conta com clima temperado, de verões amenos, com temperatura máxima média de 25°C e mínima média 15°C. No inverno, mais frio pela altitude elevada, a temperatura máxima média fica em torno de 16°C e a mínima média em torno de 7°C. Devido a essa altitude e amplitude térmica, originam-se vinhos mais concentrados e aromáticos. Os vinhos RAR se destacam pelo paladar marcante, que combina frutos com especiarias da mais alta qualidade. Essa elegante linha de vinhos harmoniza-se com as mais diversas ocasiões, garantindo sabor e sofisticação à mesa. A linha de vinhos e espumantes RAR é composta pelo Cabernet Sauvignon/Merlot, Gewurztraminer, Viognier, Collezione Merlot, Collezione Pinot Noir, Collezione Sauvignon Blanc e Reserva Merlot, além dos espumantes, Cuvée RAR Brut, Cuvée Nilva Brut Rosé, Brut Reserva e RAR Moscatel. Todos os rótulos compõem os kits do Club RAR Queijos e Vinhos.

  • Vinícola Campestre

    Vinícola Campestre

    Fundada há meio século, a Vinícola Campestre é uma empresa familiar empenhada em elaborar vinhos, sucos, coolers e espumantes de qualidade diferenciada. Esta constante meta, nos faz aprender e respeitar cada vez mais a arte milenar de transformar o fruto em vida, pois o vinho é cultura, ciência e, é uma bebida que tem a magia de reunir pessoas, provocar conversas inteligentes e acima de tudo, cultivar amigos.
    Métodos enológicos e tecnologia são nossos aliados na vinificação. Buscando cada vez mais satisfazer o consumidor com produtos naturais e com sabor e características da serra gaúcha. Nossos vinhos nos conduzem a diferentes emoções; olfato e paladar, delicados toques de frutas vermelhas, cassis, mel e flores. Toda esta arte de transformação, é uma declaração muito firme, de amor e respeito ao produto e aos apreciadores.

  • Vinícola Gazzaro

    Vinícola Gazzaro

    Buscando a alta tecnologia e as melhores uvas que formam a matéria prima de nossos produtos, nós da Vinícola Gazzaro aliamos a elegância ao tradicional com mais de um século de envolvimento, a partir de uma longa história de tradição familiar na produção de vinhos, iniciada em 1896, por Pietro Gazzi, imigrante vindo da Itália.

             A vinícola hoje, é fruto da construção de uma trajetória consistente no mundo do vinho, aliando à qualidade, a busca constante por tecnologia e qualificação, sem nunca esquecer as raízes familiares. O árduo trabalho rendeu frutos e, em 1945, seus descendentes fundam a Sociedade de Bebidas Gazzi Ltda. Em 1970, José Gazzi, neto de Pietro, sai da parceria e começou a produzir vinhos de mesa em sua residência. Já em 1993, com o aumento das vendas, a família adquire novas estruturas, surgindo então a Vinícola Gazzaro Ltda, administrada pelos três filhos de José Gazzi, atuais sócios.
    Atualmente a empresa fica localizada na cidade maior produtora de uvas e vinhos do pais, Flores da Cunha/RS, no distrito de Otávio Rocha.

            Oferecemos mais que vinhos e espumantes, mas excelência em taça, resultado da simplicidade no seu mais alto grau de sofisticação. Trabalhamos para entregar produtos de qualidade, com atendimento personalizado, agilidade na entrega, e a busca constante por novidades.

  • Vinícola Giaretta

    Vinícola Giaretta

    A Família Giaretta, como boa parte das famílias de origem italiana situadas na Serra Gaúcha, tem em seus antepassados um histórico de produtores de uvas e, por consequência, produtores artesanais de vinhos. E foi baseado nesse conhecimento, que perdura por décadas, geração a geração, que surgiu a Vinícola Giaretta no ano de 2007, situada na cidade de Guaporé, local muito favorável à produção vitícola. Com vinhedos próprios, o cuidado no cultivo é feito pelos integrantes da família, sempre atentos aos diversos fatores que influenciam na produção dos varietais existentes, resultando em uvas com nível pleno de maturação, se aproximando da excelência. A história da Vinícola Giaretta se funde com muitas histórias de descendentes de italianos que chegaram à Serra Gaúcha e plantaram suas próprias videiras. Assim como eles, a Família Giaretta sempre busca o melhor, hoje, amanhã, e sempre!!!

  • Vistamar

    Vistamar

    Nossos vinhos mostram toda a essência do Novo Mundo através de diferentes terroirs do comprimento e largura do Chile. Desta forma conseguimos vinhos modernos, dos mais frutuosos, frescos e amigáveis ​​aos mais complexos e intensos, todos muito característicos do nosso país. Assim como as pessoas, a marca possui uma coleção de características humanas, que transmitem diferentes associações e percepções às pessoas que nos rodeiam. Vistamar quer projetar sua identidade para clientes e consumidores e ser reconhecido através destes conceitos.

  • Viu Manent

    Viu Manent

    O nome Viu Manent é parte da história e tradição do vinho chileno. Desde o começo, a empresa se constituiu como uma sociedade limitada, de propriedade familiar. Em 1935, Don Miguel Viu García, juntamente com seus filhos, fundou Bodegas Viu, na cidade de Santiago e se dedicou ao comércio e engarrafamento de vinhos para o mercado chileno, utilizando sua marca própria, Vinos Viu. 

  • Zuccardi

    Zuccardi

    A Zuccardi é uma empresa familiar fundada em 1963 pelo engenheiro Alberto Zuccardi. Naqueles tempos, ele começou a plantar videiras em Maipú (província de Mendoza), experimentando um sistema de irrigação de sua própria criação com base em um método utilizado na Califórnia. Este sistema baseava-se na gestão da água já que pouco se chove na região. A partir de 1980 o filho José Alberto se uniu a empresa e juntos decidiram se engajar com persistência a um processo de trabalho: uma marca de vinho que hoje representa a Argentina em todo o mundo e está entre a principal escolha dos consumidores locais. Como o diretor executivo da empresa José Alberto concentra seu trabalho em alcançar os níveis mais altos de qualidade. Seu primeiro projeto para produzir vinhos de alta qualidade, foi chamado Q de qualidade. São varietais produzidos com os melhores frutos e reconhecidos pelos mais exigentes críticos e consumidores. O ano de 2000 foi o início de novos projetos. A nova geração da família começou a participar do negócio. Sebastián, o mais velho dos três filhos de José Alberto e formado em agronomia, está no comando da produção dos vinhos em especial no Vale de Uco onde sua tarefa principal é o cultivo que proporciona os maiores níveis de qualidade das uvas para produzir os vinhos Zuccardi superiores. Miguel, o mais novo, deu um passo mais radical indo para um produto diferente: o azeite. Em 2004, ele começou a trabalhar em um projeto para a produção de azeites extra virgens, 100% varietais. Seguindo o mesmo conceito de elevados padrões de qualidade da produção, estes novos produtos logo ganharam reconhecimento. Julia, sua única filha mulher, é responsável pelo projeto de turismo inovador que recebe milhares de visitantes todos os anos e oferece diferentes programas como passear pelos vinhedos em carros antigos, de bicicleta, fazer uma colheita ou poda e ainda um pic nic. Quarenta e cinco anos após o ponto de partida desse caminho, são três gerações unidas por uma paixão: o vinho. Em setembro de 2007, a prestigiada revista Decanter reconheceu José Alberto Zuccardi e Sebastián como estando entre as cinco personalidades mais influentes do vinho argentino. Continuando com o espírito visionário e inovador de José Alberto Zuccardi, hoje seu filho Sebastián e toda sua equipe estão comprometidos com a permanente busca da excelência, através de uma viticultura e enologia de precisão, dando identidade a seus vinhos e levando a qualidade do terroir argentino a cada garrafa que produzem.