Vinho El Puntido Gran Reserva 2006 750ml

Vinho El Puntido Gran Reserva 2006 750ml

Tipo: Tinto

Castas: 100% Tempranillo

Teor Alcoólico:14,5%

Visual: de cor violeta.

Aroma: de café expresso, chocolate amargo e ameixa.

Paladar: sustentado por taninos redondos e acidez balsâmica, definem este vinho complexo e com nuances sutis. Permanece equilibrado e polido com final especial. Um vinho distinto e inconfundível.

  • Importados
  • Tinto
  • Espanha
  • Tempranillo

-5%

R$ 811,70

Preço reduzido!

R$ 771,12

Pôr no carrinho


Pagamento no Boleto Bancário ou Transferência + 5% de Desconto

Avaliações dos clientes

Nenhuma avaliação

Mais informações

Enólogo: Marcos Eguren Propriedade: vinhedos El Puntido, Páganos-Laguardia (Rioja Alavesa). Solo: tipo franco-arcilloso, textura argila-calcarea por sua composição. Ano de plantação: 1975. Plantação de alta densidade y em espaldeira (3.367 cepas por hectare, 84.175 cepas no total). Abono orgânico com periodicidade bianual. Cultivo do vinhedo respeitando o entorno e o meio ambiente, com mínima intervenção, uma perfeita adaptação ao terroir* e sem a utilização de herbicidas nem produtos sistémicos, em consonância com os biorritmos da natureza. Colheita: Exclusivamente manual, com rigorosa seleção de frutos que estejam em perfeitas condições sanitárias e de maduração, no vinhedo e na vinícola mediante uma mesa de seleção. Data da colheita: última semana de outubro de 2006 Elaboração: tradicional 100% desengaçado. Maceração pré-fermentativa durante 6 dias a 6°C de temperatura. Realizando remontados suaves e com ligeiras aerações durante esta fase. Fermentação alcoólica: 8 dias com controle de temperatura entre 28 e 30º C., realizando 2 ou 3 remontados diários em sua primeira fase e terminando com um remontado. Maceração Post-fermentativa: Durante 12 dias. Desencubado diretamente na barrica nova de carvalho francês onde realizará a fermentação maloláctica. Envelhecimento: 28 meses em barrica nova de carvalho francês. Engarrafado: maio de 2009 Safra: Período invernal com acumulação de chuvas muito satisfatórias e por baixas temperaturas até final de abril, dando lugar a uma brotação tardia. Dita brotação se desenvolve com força no início de maio e com uma amostra dos cachos de uvas bastante equilibrados, que seguido de boas temperaturas durante este mês proporciona um desenvolvimento muito rápido, alcançando a plena floração na segunda semana de junho. Durante o final de junho e princípios de julho existe áreas com chuvas fortes que provocam ataques de mildiu*, difíceis de controlar e que provocam uma ligeira perda nos cachos de uvas. O resto de julho se desenvolve com temperaturas ideais e ausência de chuva. Ao final deste mês, o vinhedo se apresenta um bom estado reprodutivo e sanitário e certo adiantamento do ciclo. Em agosto o tempo transcorre mais seco, e temperaturas se suavizam com as noites mais baixas. A evolução do vinhedo desacelera e o avanço que se esperava são minimizados. Durante os últimos deias de agosto e princípios de setembro, o tempo se apresenta ensolarado e seco, com temperaturas diurnas superiores à média e noturnas baixas ou muito baixas. Estas condições são as ideais para chegar a uma boa madures, mas causam ligeiras queimadas nos cachos de uvas, dando lugar a presença de grãos ou passas secas desidratadas que obriga a um trabalho muito rigoroso na seleção da uva. A madures fisiológica chega com uma antecipação de duas semanas com respeito as datas normais e a madures fenólica se alcança com uma semana de antecipação, que provoca um início de colheita durante a última semana de outubro, apresentando uma elevada sanidade dos cachos, um alto índice de polifenoles e um nível de açúcar superior a um ano normal.

30 outros produtos semelhantes:

  • Opinião (0)
  • Seja o primeiro a avaliar !