Vinho Papale Linea Oro Primitivo di Manduria DOP Magnum 1,5L

Vinho Papale Linea Oro Primitivo di Manduria DOP Magnum 1,5L

Vinho Papale Linea Oro Primitivo di Manduria DOP Magnum 1,5L

Um belo convite a uma degustação sem pressa, apenas com o desejo de apreciar o verdadeiro terroir da região de Puglia. Este rico e encorpado vinho ganha complexidade ao maturar em barricas de carvalho francês e americano durante 10 meses.

  • Importados
  • Tinto
  • Itália
  • Primitivo

R$ 554,90

Pôr no carrinho


Pagamento no Boleto Bancário ou Transferência + 5% de Desconto

Mais informações

A criteriosa seleção das uvas, o meticuloso controle no processo de vinificação e a constante busca no aperfeiçoamento das técnicas, criam o diferencial destes emblemáticos rótulos. Trata-se de um processo lento e constante que necessita da dedicação do viticultor e o sentido apurado do enólogo.

Visão: Coloração vermelho rubi.
Olfato: Aroma intenso com notas de ameixa, frutos do bosque e toques amadeirados.
Paladar: Em boca é um vinho estruturado e persistente.

Maturação em barricas: 10 meses de maturação em barricas de carvalho francês e americano
Harmonização: Codorna ao molho de vinho tinto, Polenta mole com ragu de cordeiro e Queijos de média intensidade
Envelhecimento em Cave: 6 meses
Temperatura de consumo: 16 - 18 °C
Teor alcoólico: 14% vol.

Região: Manduria - Provincia di Taranto - Puglia
Produtor: Varvaglione

Uva: Primitivo 100%

 

Um pouco mais sobre esse maravilhoso vinho:

Inicialmente, a vinícola Varvaglione, produtora deste vinho, escolheu o nome “Papale” como dedicatória à eleição do Papa Bento XIII, originário da Puglia, e o rótulo conta um pouco desta história.

O curioso é que em 2013 em Culver City, Califórnia, Michael Carpenter dono da loja de vinhos The Redd Collection recebeu um pedido do exterior, querendo que ele enviasse uns vinhos para Itália. O desconhecido cliente queria 115 garrafas do Primitivo di Manduria, "Papale".
Michael estranhou muito o pedido: enviar vinho italiano dos EUA para a Itália era algo que não fazia sentido, ainda mais que cada garrafa sairia pelo dobro do valor. Quando pergunta o endereço de entrega a resposta é “Cidade do Vaticano, escritório do Cardeal Secretário de Estado”.

O vinho é muito vendido no exterior, motivo pelo qual foi mais fácil achá-lo nos Estados Unidos do que na própria Itália. E por que não um vinho argentino como o atual Papa?
É que o pedido foi feito um dia antes da "fumaça branca", quando ainda ninguém sabia a nacionalidade do sucessor do Bento XVI, então se pensou que um vinho homenageando o País hóspede da Igreja e, ainda com nome papal agradaria de qualquer forma. Mas por qual motivo o cliente queria 115 garrafas? Porque o Conclave é formado por 115 cardeais
.

27 outras opções

Clientes que compraram este produto também compraram...